Av. Brás de Pina, 2780 A Vista Alegre - RJ
21 3351-4416 / 3459-5783 / 2481-1636 homeopatia@solardaservas.com.br
19 anos levando saúde até você!

Saiba mais sobre Diabetes tipo 2

O diabetes tipo 2 é uma doença crônica que afeta a forma como o corpo metaboliza a glicose, principal fonte de energia do corpo. A pessoa com diabetes tipo 2 pode ter uma resistência aos efeitos da insulina – hormônio que regula a entrada de açúcar nas células – ou não produz insulina suficiente para manter um nível de glicose normal. Quando não tratada, a diabetes tipo 2 pode ser fatal.

Fatores de risco

 Qualquer pessoa pode ter diabetes tipo 2. Mas existem algumas condições que aumentam o risco:

  • Idade acima de 45 anos;
  • Obesidade e sobrepeso;
  • Diabetes gestacional anterior;
  • Histórico familiar de diabetes tipo 2;
  • Sedentarismo;
  • Baixos níveis de colesterol HDL, triglicerídeos elevados;
  • Hipertensão;
  • Consumo elevado de álcool.

Causas
Ao contrário das pessoas com diabetes tipo 1, as pessoas com diabetes tipo 2 produzem  insulina. Entretanto, o corpo pode criar uma resistência à insulina – ou seja, ele não responde da forma como deveria à ação da insulina e não a utiliza corretamente. Também pode acontecer de a pessoa com diabetes tipo 2 não produzir insulina suficiente para suprir as demandas do seu corpo. Nesse processo, a insulina insuficiente não consegue carregar todo o açúcar para dentro das células, e ele acaba se acumulando no sangue.

Quando se tem diabetes tipo 2, algumas células específicas que nutrem gordura, músculos e também algumas células do fígado, não respondem corretamente à insulina, e por isso o açúcar não entra nessas células, ficando na corrente sanguínea.

Principais Sintomas
O diabetes tipo 2 pode levar muitos anos sem sinais ou sintomas e, portanto, sem diagnóstico.Quando os sintomas estão presentes, os mais comuns são:

  • Sede excessiva e o aumento da frequência de urinar, inclusive acordando várias vezes durante a noite para tal;
  • Pode ocorrer  cansaço fácil, visão turva (dificuldades visuais que podem se confundir com as da idade);
  • Sensação de dormência ou formigamento nos pés mãos;
  • Infecções de repetição (como por exemplo infecção urinária ou furúnculos);
  • Ressecamento da pele e diminuição da potência sexual.

Prevenção

Ainda não existe cura para o diabetes. Mas a educação somada a um planejamento alimentar adequado para o controle do peso, atividade física regular e aos vários medicamentos, são eficazes para controlar o diabetes. Porém, isso não significa que houve a cura do diabetes ou que os medicamentos possam ser suspensos. Isto é sinal de que o esquema proposto para o tratamento está dando certo.

Fonte: Revista bem Estar

Nenhum comentário.

Deixe um comentário