Av. Brás de Pina, 2780 A Vista Alegre - RJ
21 3351-4416 / 3459-5783 / 2481-1636 homeopatia@solardaservas.com.br
19 anos levando saúde até você!

Estado emocional pode interferir no funcionamento do intestino

Você já teve prisão de ventre ou diarreia quando estava estressado ou nervoso? Isso acontece porque o intestino tem seu próprio sistema nervoso, que está ligado ao cérebro através de ramificações.

Por isso, quando a pessoa sente alguma emoção forte, ela pode ter problemas no funcionamento intestinal, como diarreia, constipação, gases, síndrome do intestino irritável, dor abdominal ou até mesmo úlcera.

Isso acontece também porque, quando a pessoa se estressa, há uma diminuição do fluxo sanguíneo em órgãos vitais do corpo, inclusive o intestino. De acordo com psiquiatras, há evidências que mostram que substâncias inflamatórias provocadas por bactérias no organismo podem penetrar no intestino e favorecer até mesmo o surgimento da depressão.

E quem sofre desse problema e costuma tomar antidepressivo também pode ter algum efeito na digestão já que esses medicamentos aumentam a produção de serotonina – hormônio do bem-estar -, o que pode dar efeitos colaterais no intestino, como diarreia, por exemplo.

No entanto, tudo isso depende da sensibilidade de cada um – diante de situações difíceis, alguns podem ter o intestino preso, outros podem ter o intestino solto. Por exemplo, no caso das mulheres, é muito comum o intestino travar durante viagens, por exemplo, ou quando elas estão de mau humor.

A verdade é que o estado emocional pode interferir no funcionamento do intestino. Especialistas afirmam que ansiedade e estresse podem provocar constipação e até úlcera gástrica. Portanto, ter qualidade de vida é sempre o melhor remédio!

Existem algumas maneiras simples de combater o problema

Manter a flora intestinal equilibrada entre bactérias boas e ruins, com a ingestão adequada de água e fibras e Praticar exercícios físicos regularmente pode ajudar bastante.

Coma em menor quantidade e mais vezes ao dia

Este hábito facilita a digestão e faz com que o corpo componha o bolo fecal aos poucos e, da mesma forma, elimine-o. Além disso, quando as fezes não ficam armazenadas no nosso intestino por muito tempo, elas não correm o risco de endurecer.

Beba água mesmo sem sentir sede

Compre uma garrafinha térmica e leve-a sempre com você. A água atua junto às fibras na formação do bolo fecal e, é claro, na sua eliminação. Não se limite a marca de 2 litros por dia. Este líquido só traz benefícios à saúde.

Vá ao banheiro sempre que tiver vontade

Quando sentir vontade, corra. Quando ignoramos a vontade de evacuar por vezes repetidas, o corpo entende que o esforço de transmitir essa mensagem é inútil e, assim, passa a não produzir mais estes sinais.

Corte a carne vermelha sempre que puder

Como este é um alimento difícil de ser digerido, ele acaba retardando o fluxo intestinal, ou seja, outros alimentos já passaram por todo o processo, mas acabam ficando “presos” no nosso organismo à espera da carne.

Consuma probióticos

Sabe aqueles alimentos que contêm micro-organismos vivos em sua fórmula? Então, eles são os famosos probióticos. A sua principal função é facilitar o trânsito intestinal, assim como as fibras. Mas, vale sempre à pena procurar uma orientação médica.

Exagere nas fibras

Elas participam da formação do bolo fecal e aumenta a velocidade do trânsito intestinal. Com isso, você consegue evacuar mais vezes e a sua barriga perde aquele acúmulo de fezes que a deixam completamente inchada.

Caminhe sempre que puder

Uma simples caminhada de meia hora já ajuda a movimentar as pernas e ainda e ainda trabalha a musculatura do abdômen. É como se você fizesse uma massagem no seu intestino e ajudasse no fluxo do bolo fecal

Fonte: Bem Estar

Nenhum comentário.

Deixe um comentário